quarta-feira, 15 de julho de 2009

Deus, acima de tudo, nosso Pai amoroso

Durante muito tempo, aprendemos a olhar para Deus como sendo o Senhor, Dono, Criador e Juíz. Aquele que sempre está insatisfeito com tudo o que fazemos.
O Sentimento gerado nos corações é de que, se não fizermos assim e assim, seremos castigados, ou, se errarmos a espada descerá. Errar jamais.
Tarefa penosa e impossível de ser realizadas por reles mortais como nós.

Deus é tudo isso e muito mais, porém nos esquecemos de que, acima de tudo isso, Ele é nosso Pai.
Deus escolheu ser nosso Pai e seu desejo é de que nos relacionemos com Ele como filhos e não escravos.

Lemos em 1º João 4;18 que o amor lança fora o medo. Que medo é este? Medo do Juízo, do castigo que virá a todos os homens que andam sem Deus.
II Coríntios 6;18 – no diz o seguinte: - “ e Eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas..”
João 1 : 11 e 12 - “deu-lhes os poder de se tornarem filhos de Deus.

Outros textos bíblicos que nos falam de adoção, herança, participação na natureza divina, nos revelam um Deus que acima de tudo é um Pai querendo se relacionar com seus filhos.
Romanos 8;15 - "Porque não recebestes o espírito de escravidão, para outra vez estardes com temor, mas recebestes o espírito de adoção, pelo qual clamamos: Aba, Pai!

Outros textos: Gálatas 4:5 , Efésios 1;5 ,Gálatas 3;26 ,Gálatas 4;6 ,Efésios 5;1 ,Hebreus 2;10 a 13 ,1º João 3;1 e 2 ,João 3;23, reforçam este pensamento e nos fazem refletir.

Um texto que por sí só deixa claro o amor de Deus para com seu povo é este:
“pode uma mulher esquecer-se de seu filho de peito, de maneira que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta se esquecesse, eu, todavia, não me esquecerei de ti.” Isaías 49;15,

O Nosso Pai deseja falar conosco, deseja revelar seus planos, seus sonhos, deseja que falemos com Ele sobre os nossos problemas, pensamentos, medos, erros, acertos e pecados.
Numa perspectiva de alguém que se aproxima dele sabendo que encontrará misericórdia e renovo, correção sim, mas com amor de Pai, sabendo que haverá uma palavra para encorajar e não destruir.
Quem sabe perceberemos um sorriso Dele e sentiremos seu abraço. Qual Pai que não deseja abraçar e ser abraçados por seus filhos?
Hebreus 4;16 nos exorta a chegar com confiança a Deus, sabendo que receberemos misericórdia, graça e socorro.

Deus é Senhor, Juíz, Poderoso, Dono e criador de tudo, mas um dia decidiu vir até nós, morrer em nosso lugar, satisfazer as exigências da lei com seu sangue.
Jamais desejaria nos destruir, depois que pagou um alto preço pelo nosso resgate, que resultou em adoção para nos tornar seus filhos amados.

Quando ouvirmos mensagens, cujo o único foco é castigo, peso, onde o fazer é a tónica e o ser fica prá depois, onde não há graça e salvação, opa! vamos para junto do nosso Pai conferir o que Ele realmente tem a dizer.

Cheguemos a Ele como filhos amados.
Postar um comentário